clicRBS
Nova busca - outros
Autor: Rádio Gaúcha
14/08/2013 às 09:26

Presidente estadual do PTB diz que partido vai esperar decisão da Justiça para tomar providências no caso Procempa. 14/08/2013

Enviar:Enviar:
Compartilhar:
twitter
Avaliar:starstarstarstarstar
views0comments0
Embed:

O presidente estadual do PTB, Luiz Carlos Busato, disse que tinha saudade de ser apenas deputado federal em entrevista nesta manhã ao Gaúcha Atualidade sobre a Operação do Ministério Público Estadual que investiga irregularidades na Procempa e prendeu pessoas ligadas ao partido. Deputado federal licenciado e também secretário de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano do Estado, Busato disse que sente saudade de quando não tinha a responsabilidade de apurar denúncias no partido, mas que está enfrentando o assunto de frente.

"Nós vamos esperar o que a Justiça definir e aí sim vamos nos reunir para tomar as providências que forem necessárias".

Conselheiro da Procempa, Cláudio Manfrói foi preso com R$ 46 mil e oito armas, sendo uma delas de uso restrito das Forças Armadas. Depois foi liberado. Sobre Manfrói, Busato diz que ele não tem nenhum cargo na executiva estadual, que ele tem cargo municipal e na Assembleia.

"Já faz alguns meses que ele não tem nenhuma ingerência na executiva estadual. Nesse aspecto, estamos com uma nova direção do PTB, tentando fazer um novo caminho", afirma Busato, que pretende procurar o presidente municipal do partido para apurar mais informações.

Na Operação do Ministério Público, tanto Manfrói quanto o ex-presidente da Procempa, André Imar Kulczynski, foram detidos com armas. O presidente estadual do PTB ressalta que as armas não tem nada a ver com política. Sobre os R$ 62 mil, que André Imar tentou se livrar jogando o pacote de dinheiro pela janela, Busato comenta:

" O dinheiro voando pela janela não significa que seja do PTB, do PMDB, de partido que seja. Isso é a Justiça que tem de investigar e ver a procedência". 

Áudios Relacionados

Anterior
Próximo
Comentários

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

Buscar:  

Envie seu arquivo