clicRBS
Nova busca - outros
Autor: Rádio Gaúcha
01/08/2013 às 10:36

Presidente da Associação de Educação Médica defende investimento em saúde básica. 01/08/2013

Enviar:Enviar:
Compartilhar:
twitter
Avaliar:starstarstarstarstar
views0comments0
Embed:

O acréscimo de dois anos no curso de medicina seria a desvalorização do debate que modificou as diretrizes curriculares no país. A avaliação é da presidente da Associação Brasileira de Educação Médica. Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, Jadete Lampert defendeu mais vagas de residência médica, compromisso que o ministério da Educação assumiu até 2017. Para a professora, é necessário investir na saúde básica.

"Essa atenção à saúde na atenção primária fica a cargo dos médicos que estão se formando e aos médicos que se dedicam à medicina de família e comunidade. Por traz disso há uma cultura a ser trabalhada, de valorização desse profissional, que dá essa atenção primária em saúde, até porque a grande necessidade é da atenção primária".

A presidente da Associação Brasileira de Educação Médica defendeu que o primeiro ano da residência no SUS seja voluntário. 

Áudios Relacionados

Anterior
Próximo
Comentários

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

Buscar:  

Envie seu arquivo