clicRBS
Nova busca - outros
Autor: Rádio Gaúcha
16/07/2013 às 11:49

Ocupação da Câmara: Representantes do Bloco de Lutas garantem que movimento é pacífico. 16/07/2013 - 9h

Enviar:Enviar:
Compartilhar:
twitter
Avaliar:starstarstarstarstar
views0comments0
Embed:

A Justiça suspendeu a liminar que determinava reintegração de posse da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Agora, a desocupação terá de ser feita a base do diálogo. Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, Lorena Castillo, coordenadora da Resistências Popular, e Matheus Gomes, coordenador do DCE da UFRGS, membros do Bloco de Lutas do Transporte 100% público, falaram sobre o assunto.

Eles garantem que deixariam o local às 9h de segunda-feira. De acordo com Lorena, o grupo decidiu permanecer pelo que considerou uma postura de ruptura do presidente.

- No sábado, o presidente se levantou da mesa de negociação pois queria que desocupássemos no domingo. Foi por uma diferença de dez horas. No domingo os vereadores foram pra uma churrascaria definir que não trabalhariam na segunda, nem na terça-feira.

Matheus, garante que o movimento é pacífico e que nenhum vereador é impedido de entrar na Câmara.

- Diversos vereadores estão frequentando a Casa, inclusive da base aliada do governo. Não temos problema nenhum com a presença deles, aliás fazemos questão que eles estejam lá para votar os nossos projetos. Estamos tendo uma relação ótima com funcionários. A Guarda Municipal, que tinha ordem do Executivo e do Legislativo para fazer a segurança, se retirou porque viu que não havia necessidade de permanecer lá.

Matheus quer a garantia do passe livre para estudantes e desempregados, além da abertura das conta das empresas.

Durante a ocupação, que começou na última quarta-feira (10), o Bloco de Lutas produziu dois projetos de lei que contemplam as reivindicações do grupo. Entre elas, estão a divulgação do lucro das empresas que operam o transporte público de Porto Alegre, a transparência na planilha de cálculo na tarifa, um modelo de transporte mais justo e igualitário e o passe livre para estudantes e desempregados.

 

Áudios Relacionados

Anterior
Próximo
Comentários

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

Buscar:  

Envie seu arquivo