clicRBS
Nova busca - outros
Autor: Rádio Gaúcha
14/06/2013 às 08:58

Major Córdova, do 9º BPM, fala sobre a atuação da BM durante os atos de protesto em Porto Alegre. 14/06/2013

Enviar:Enviar:
Compartilhar:
twitter
Avaliar:starstarstarstarstar
views0comments0
Embed:

O protesto contra o valor da passagem de ônibus de Porto Alegre provocou o registro de 19 ocorrências por danos ao patrimônio público e privado. Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, o major André Luís Córdova, do 9º Batalhão de Polícia Militar, disse que seis estabelecimentos bancários tiveram vidraças quebradas. O major explicou que em casos como esse, os policiais só intervêm no protesto após a identificação dos responsáveis pelos atos de vandalismo. 

Segundo ele, a ação individual sobre um manifestante poderia desencadear a violência generalizada. De acordo com o major Córdova, as bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo só são utilizadas quando o conflito direto entre manifestantes e policiais é iminente.

Na noite passada, 23 manifestantes foram presos. Eles foram liberados no começo da madrugada. 

Áudios Relacionados

Anterior
Próximo
Comentários

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

Buscar:  

Envie seu arquivo