clicRBS
Nova busca - outros
Autor: Rádio Gaúcha
03/06/2013 às 10:08

Falta de médicos é tendência crescente, diz secretário de saúde de Porto Alegre. 03/06/2013

Enviar:Enviar:
Compartilhar:
twitter
Avaliar:starstarstarstarstar
views0comments0
Embed:

O secretário de Saúde de Porto Alegre apresentou ao prefeito José Fortunatti proposta para atração de médicos para o Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família. Reportagem do Diário Gaúcho de hoje mostra que de cada quatro equipes de saúde da família na capital, uma está sem médicos.

- O Imesf não é responsável pelos problemas que estamos enfrentando. Essa é uma tendência crescente, uma das piores situações que enfrentamos. O Imesf não consegue contratar, isso que já teve o melhor salário da região metropolitana. Hoje existe uma competição muito grande por médicos. O Imesf paga em torno R$ 10 mil bruto, por 40 horas semanais. Tem municípios da região metropolitana pagando aproximadamente R$ 15 mil.

Em entrevista ao Gaúcha Atualidade, Carlos Casartelli disse que sugeriu a criação de um plano de carreira e ampliação dos salários para que os contratos emergenciais e os concursos do Imesf sejam mais atrativos aos profissionais. O secretário comentou a proposta do ministério da Saúde de contratar médicos estrangeiros para suprir a carência no Brasil.

- Eu não sei como o ministério da Saúde pretende fazer isso. Hoje faltam médicos em todas as captiais, regiões metropolitanas e regiões mais distantes do país. Se o plano do ministério é colocar médicos em regiões distantes, como norte e nordeste, em que a falta de médicos é muito maior, isso não vai resolver a questão de Porto Alegre. Aqui, temos uma deficiência de 50 mil postos onde não houve colocação de médicos.

Porto Alegre tem 88 Unidades de Saúde da Família e cento e oitenta e duas equipes em atividade. Cada equipe tem, no mínimo, um médico, um enfermeiro, um técnico de Enfermagem e quatro agentes comunitários. 

Áudios Relacionados

Anterior
Próximo
Comentários

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

Buscar:  

Envie seu arquivo