clicRBS
Nova busca - outros
Autor: Rádio Gaúcha
08/05/2013 às 09:55

"As empresas são vítimas", alega diretor-executivo do Sindilat. 08/05/2013 - 8h28

Enviar:Enviar:
Compartilhar:
twitter
Avaliar:starstarstarstarstar
views0comments0
Embed:

Consumidores do Rio Grande do Sul estão comprando leite adulterado com substância que causa câncer. A adulteração é feita por algumas empresas transportadoras. Elas recolhem o leite do produtor e antes de entregar nas usinas de resfriamento adicionam água de poço. Para mascarar a perda de nutrientes do leite com esta adição, é usada ureia. O problema é que a ureia contém formol, uma substância que pode causar câncer. Em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, o diretor-executivo do Sindicato das Indústrias de Laticínios e Derivados do Rio Grande do Sul (Sindilat) , Darlan Pagliarini, diz que o alerta sobre a adulteração em lotes de leite produzidos por algumas empresas gaúchas foi repassado pelo Ministério da Agricultura. — As empresas são vítimas desse processo. O sindicato tentou agir para coibir essa fraude. Já foi feito o recall desses produtos, não existem mais os lotes nos supermercados. Quanto à quantidade de formol, nem o ministério tem a resposta — reitera Palharini.

Áudios Relacionados

Anterior
Próximo
Comentários

Deixe um comentário

(O comentário não pode exceder 500 caracteres)

Buscar:  

Envie seu arquivo